Home EVENTOS Dia da matemática e ciências da natureza

Dia da matemática e ciências da natureza

por leiaadmnews

PANORAMA GERAL (Por Carmem do Prado)

Dia 24 de maio, em clima de total ludicidade, aconteceu a homenagem ao DIA DA MATEMÁTICA, do 1º ao 9º ano, na EIA. ( Dica: acesse o link para saber a VERDADEIRA HISTÓRIA DO DIA NACIONAL DA MATEMÁTICA)

A ideia da comemoração desse dia na EIA foi trazida pela Professora Vívian Lira em 2014, e o sucesso desse evento cresce a cada ano. Este ano houve dupla comemoração: DIA DA MATEMÁTICA E CIÊNCIAS DA NATUREZA.

Afinal, em toda CIÊNCIA DA NATUREZA a MATEMÁTICA se faz presente, e é EXATAMENTE essa presença matemática em TODA PARTE que encanta e inspira todos nós.

Do 1º ao 5º ano, o evento aconteceu na EIA Kids.  O centro das apresentações no 1º e no 2º ano foram os jogos de raciocínio: O LOBO E AS OVELHAS, PROCURANDO DODÔ, SALADA GREGA, JOGO DOS QUATRO e MANCALA. Todos esses jogos fazem parte do Programa MenteInovadora da empresa MindLab, e estão disponíveis no Laboratório de Matemática do Fundamental I.  Também esteve presente na apresentação do 2º ano o milenar quebra-cabeça TANGRAN, com suas incríveis possibilidades de construções a partir das formas geométricas planas.

O LOBO E AS OVELHAS
MANCALA
JOGO DOS QUATRO

Os alunos do 3º ano apresentaram um trabalho sobre “A matemática na vida dos animais”,  trazendo conceitos de simetria, comparação de medidas de tamanho, massa, tempo de gestação e tempo de vida.

O 4º ano apresentou a adaptação de uma trilha, ASDM ( Adição, Subtração, Multiplicação e Divisão), que utilizava os resultados obtidos no lançamento de três dados para realizar operações matemáticas e avançar sobre a  trilha numérica.

Em destaque, o jogo DAMAS OLÍMPICAS foi apresentado pela aluna LUIZY BEATRIZ,  por suas brilhantes estratégias  praticadas nas aulas do Laboratório de Matemática.

LUIZY BEATRIZ , à esquerda, a menina do jogo de DAMAS

O Projeto apresentado pelo 5º ano, orientado pela Professora Maria Helena, foi desenvolvido OBSERVANDO O CÉU pelo período de um mês, e culminou com a produção e  construção de Jogos de Tabuleiro. ( Acesse o link para saber mais sobre essa observação…)

Do 6º ao 9º ano, o evento aconteceu em todos os espaços externos da Unidade II.  Por meio de jogos, brincadeiras, experiências, poesias e dramatizações, diversos conceitos matemáticos e das ciências naturais foram apresentados nos Projetos, desenvolvidos na maioria em parceria com professores de diversas áreas do conhecimento.  

Nesse espírito de cooperação, o  7º ano apresentou uma dramatização com o tema  “Ser ético: um dever de todos!”, sobre o acidente da barragem de Brumadinho, orientados pelos Professores Fabiana (ciências), Heleno (matemática), Kalixto (laboratório de matemática) e Erika (estagiária da disciplina de Ciências).

Os alunos do 8º ano apresentaram Os embalos da Matemática (sobre conjuntos numéricos e suas aplicabilidades),  orientados pela Professora Vívian (matemática) , Fernanda (produção de texto), Fábio (música), Clara e Tatiana (EIA in ACTION).

Os alunos do 9º ano trouxeram o tema  “Qualidade de vida: um direito de todos”, transformando a quadra coberta numa verdadeira academia de ginástica. Esse Projeto foi orientado pelos Professores Fabiana , Felipe (educação física), Heleno, Kalixto, Ivan (física) e Erika.

Um pequeno grupo de alunos do 8º e do 9º ano apresentaram os Projetos: A Química e Geometria da Felicidade, Densidade (Razão da Identidade) e A Química dos Chás, orientados por mim, Carmem do Prado, Professora de Química.

Os alunos do 6º ano se dividiram na apresentação de vários Projetos. “Os porquês”, sob a orientação do Professor de Ciências Gustavo Eloy. “Pipas x Formas geométricas”, com o Professor de Geometria Gustavo Lima.  “CASA DO BEM COMUM ”, orientado pela Professora Vívian Lira em parceria com o EIA in ACTION (Acesse o link para saber mais sobre essa CASA). E ainda JOGOS PRÉ-HISTÓRICOS, desenvolvidos nas aulas de Artes pelo Professor Enio Borba em parceria com o Professor Cefas e EIA in ACTION. (Acesse o link para saber mais sobre esses jogos) 

Os porquês
Os porquês
Oficina de pipas

Não posso fechar essa edição sem trazer o relato do colaborador, também, produtor, diretor de criação e de cena, de uma das atrações mais disputadas no Dia da Matemática: O Hospital.

“Olá!  Sou João Vitor Fossá, aluno do 8º ano C, e vou falar um pouco sobre o  Dia da Matemática.  Quando a Professora Vívian Lira (professora de álgebra\matemática) começou a falar sobre o Dia da Matemática, tive  logo a ideia de fazer uma casa do terror. Falei com a Professora Fabiana Duarte (professora de biologia/ciências) sobre essa ideia, e ela sugeriu fazer um Hospital. O roteiro da apresentação do “Hospital” traria  a história de um anestesista maluco que estava matando todos a sua volta… Selecionamos alguns alunos do 8° ano para participar e explicamos a ideia.  Depois de algumas semanas começamos a trabalhar, escolhendo o tema de cada ambiente do Hospital.

Tivemos muito trabalho, mas todos estavam muito animados pelo dia da montagem. Tivemos muitos imprevistos antes e durante a nossa apresentação, mas, ainda bem que tivemos o apoio de alguns funcionários da EIA.  A meu ver, foi uma das melhores apresentações do 8° ano, tivemos muita força de vontade e esforço, e tudo deu certo.

Conclusão: acho o trabalho do Dia da Matemática muito legal, pois temos a oportunidade de exercitar e montar  coisas e temas que nos agradam.”

O Hospital
João Fossá, anestesista maluco.

You may also like

Deixe um comentário

oito − sete =